segunda-feira, 17 de junho de 2013

O show de transmissão da FIFA na Copa das Confederações


Como organizadora da maior competição mundial de futebol de seleções (Copa do Mundo), a FIFA faz inúmeras exigências aos países que vão sediá-la e também centraliza muitas coisas. Entre as exigências mais relevantes, está a construção, reforma e ampliação de estádios para que se adequem aos padrões que a entidade exige. Entre as centralizações, está a transmissão do sinal mundial de televisão.

Quando você assiste a um jogo da Copa das Confederações (evento teste antes da Copa do Mundo) no conforto do seu sofá, as imagens que vê não são emitidas pela Rede Globo (detentora dos direitos de transmissão no Brasil), mas sim pela transmissão oficial da FIFA. A competição é dela, logo os padrões de qualidade também são.

Honestamente, em que pese todas as partes chatas do evento como obras a concluir, entorno de estádios ainda mal acabados, falta de transporte adequado para chegar aos locais das partidas, ingressos com preços abusivos, etc, a transmissão televisiva tem sido um espetáculo.

Mil vezes melhor do que faz a Rede Globo no Brasileirão. A começar por um simples detalhe como é o cronômetro. Uma partida de futebol tem 90 minutos em seu tempo regulamentar. Então, para que separar o cron}ometro em dois tempos e zerá-lo ao fim de cada tempo? Desnecessário. O cronômetro FIFA continua o tempo na segunda etapa a partir dos 45 minutos. Ou seja, se um gol é marcado com 15 minutos da segunda etapa, o cronômetro vai marcar 60 minutos para a anotação do gol. Simples, prático e objetivo.

Pergunto: por que nenhuma emissora aberta usa isso aqui? Porque, repito minha tese de posts anteriores, tratam o telespectador como incapaz, imbecil e burro. Acham que não vai conseguir fazer uma simples conta de soma ou subtração. Balela. Consegue sim!

Outro show na transmissão fica por conta da super câmera lenta. É lindo ver lances com tal equipamento. Realmente, o padrão que estamos vendo no Brasil, tanto de estádios (esportivamente falando) como de transmissão, está de primeiríssima qualidade. Um padrão genuinamente europeu.

Excelente! Temos de copiar o que é bom. Espero, honestamente, que as emissoras abertas aprendam alguma coisa após a Copa das Confederações e se inspirem também na Copa do Mundo, no ano que vem, para deixar um legado que faça alguma diferença para o telespectador brasileiro. E que o trate com um pouco mais de inteligência. Um forte abraço.

Facebook: https://www.facebook.com/leandro.martins.1232760
Portfolio on-line: http://www.youtube.com/user/lsmartins100?feature=mhum
Tela Brasileira: http://www.telabrasileira.com.br/profile.php?uid=855038
LinkedIn: http://www.linkedin.com/profile/view?id=158526010&trk=tab_pro
E-mail: leanmartins@hotmail.com

2 comentários:

  1. É, eu até tive uma esperança que depois da copa das confederações os jogos do brasileirão pudesse ter um ar de champions league, mas depois de ver as horriveis transmissões da globo no brasileirão dentro das novas arenas eu perdi as esperanças, simplesmente as arenas perderam o brilho e o campeonato está com a mesma cara de sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente Gustavo! Em gênero, número e grau!

      Excluir